Mercedes Classe A Limousine: o mais aerodinâmico do mundo

A marca anuncia que a versão de três volumes do compacto consegue igualar o CLA como o modelo mais eficaz do planeta a rasgar o vento. A essas linhas aerodinâmicas junta um visual mais estatutário e as muitas inovações que fazem da gama A uma referência a nível tecnológico

Está confirmada a vinda para Portugal do novo Mercedes Classe A Limousine, que foi agora desvendado e estará nas linhas de produção da marca quando arrancar 2019. A revelação do modelo segue-se à apresentação de uma variante exclusiva para a China, o A L Limo, estando a primeira presença pública desta nova aposta marcada para o Salão de Paris, em outubro. Entre as várias características do Mercedes Classe A Limousine, a marca destaca a grande versatilidade, bem como a incorporação dos vários sistemas que fizeram furor aquando da apresentação da versão de dois volumes do modelo de entrada de gama da marca da estrela.

ESPECIFICAÇÕES DO MERCEDES CLASSE A LIMOUSINE

O comprimento desta berlina ascende aos 4549mm, o que significa mais 130mm que o Classe A ‘hatchback’, enquanto a altura sobe 6mm para os 1446. Idêntica é a largura, situada nos 1796 (sendo de recordar que a marca anunciou um crescimento de todos os espaços para ocupantes nesta nova geração), e a distância entre eixos fica nos mesmos 2729mm.

 

Outro bom termo de comparação é o CLA, em relação ao qual o novo Mercedes Classe A Limousine é 91mm mais curto, mas apresenta-se 19mm mais largo, 14mm mais alto e com os eixos mais distantes em 30mm, o que potencia a habitabilidade. No entanto, a sua bagageira tem uma capacidade inferior em 50l aos 470l do CLA, embora o Classe A Limousine ganhe também 50l na comparação com a carroçaria mais compacta. A marca destaca também neste novo modelo a facilidade de acomodar os objetos no compartimento de carga, algo para que é importante o facto dele ter uma abertura com quase 1 metro de largura.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Um dos destaques do novo Mercedes Classe A Limousine é a forma como ele vai passar pelo vento sem que este sinta minimamente a sua presença. Isto porque ele iguala os mesmos 0.22cd do Mercedes CLA, o que significa ser o carro mais aerodinâmico do mundo. Convém referir que não existe, ao contrário das dimensões e capacidade de bagageira, um sistema universal para homologar esta medição, mas a verdade é que o fabricante germânico dotou a sua nova aposta de várias novidades para trazer também o arrasto aerodinâmico para valores ímpares. O caso mais flagrante é a grelha de radiador ativa, com lâminas que se movem, surgindo ainda spoilers e para-choques trabalhados para não incomodar minimamente o ar enquanto o Mercedes Classe A Limousine passa. A melhoria da aerodinâmica das rodas e jantes, e a forma como o difusor é integrado na retaguarda foram também responsáveis pelos recordistas 0.22cd.

 

MECÂNICA

No momento de lançamento foram destacados dois dos motores disponíveis para a berlina. Eles são o diesel A180d, que debita 116cv e 250Nm e revela uma média de 4,3l/100km, bem como o gasolina A200, com 163cv e 250Nm, que tem consumos ponderados de 5,4l/100km. Nestas duas propostas, o Mercedes Classe A Limousine surge com a transmissão automática 7G-DCT de dupla embraiagem.

 

A marca revelou ainda que neste modelo, que pode equipar jantes entre 16’’ e 19’’, vão existir diversas soluções à disposição para a suspensão. Na dianteira surge sempre o design McPherson, mas na retaguarda a barra de torsão das versões base é substituída por uma solução de eixo traseiro completo com quatro braços para os modelos mais potentes ou com tração integral 4MATIC.

Este slideshow necessita de JavaScript.

DESIGN

O exterior do Mercedes Classe A Limousine combina traços da gama A com o estilo, mais estaturário que dinâmico, das berlinas, integrando-os sob os cânones da filosofia de design ‘Sensual Purity’. O resultado é um visual compacto, com as rodas bem perto das extremidades e um capot alongado, com contornos idênticos ao hatchback. A dianteira é também marcada pelo perfil esculpido dos grupos óticos (opcionalmente os Multibeam com 18 LEDS acionados indivudualmente em cada farol), e na retaguarda temos novamente as luzes, pelo design bipartido, a serem enfatizadas pelo fabricante germânico. Além desta solução para aumentar a sensação de largura do carro, surgem ainda opcionalmente o difusor preto e as ponteiras de escape cromadas.

 

O interior segue precisamente a mesma orientação já antes vista no Classe A, que foi uma das estrelas no Salão de Genebra ao revelar um alto nível de digitalização. Ele fica a cargo de dois ecrãs que podem ter 7’’, nas versões base, 10.25’’ nas opções de topo, ou com 7’’ na instrumentação e 10.25’’ no infotainment para os patamares intermédios. Nestes ecrãs são concentradas as potencialidades do MBUX, a experiência de utilizador que recorre a inteligência artificial e avançados comandos vocais. A reforçar ainda mais o cariz tecnológico do novo Mercedes Classe A Limousine surgem também os vários sistemas de segurança que foram dados a conhecer aquando da revelação da carroçaria de dois volumes deste modelo.

Fonte: Turbo

No comments yet! You be the first to comment.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *