Porsche Taycan mantém versão Turbo. Mas sem turbo

A Porsche vai respeitar a tradição, apesar de não fazer muito sentido. Tal como acontece no 911, o novo Taycan vai oferecer as versões base, Taycan S, 4S e Turbo. Apesar de, obviamente, não ter turbo.

A chegada dos veículos eléctricos veio baralhar as coisas, até no que respeita às denominações dos modelos. Muitos fabricantes estavam habituados a apelidar as diferentes versões com base na capacidade.
No entanto, potência ou arquitectura das suas motorizações, e daí que surgissem os 2.0 Turbo e os 3.0 V6 Biturbo. Ora esta forma de denominar os modelos foi ultrapassada pela tecnologia.
Certamente, os eléctricos não têm 2 nem 3 litros.
Muito menos possuem 4 cilindros em linha ou 6 em V e.
No entanto, decididamente, não recorrem a um turbocompressor, e muito menos a dois.

É claro que vão continuar a existir distintas versões de automóveis eléctricos e, muito provavelmente, mais do que até aqui. Isto porque se os motores a combustão se diferenciavam pela arquitectura.
Certamente o que implicava alterações na potência, os eléctricos vão oferecer diferentes níveis de potência em paralelo com mais ou menos capacidade de bateria.

Fonte: Observador


No comments yet! You be the first to comment.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *