GP CANADÁ F1: NOTAS AUTOSPORT (II)

GP CANADÁ F1: NOTAS AUTOSPORT (II)

Sauber – Leclerc começa a deixar de ser promessa, para ser certeza

Começam a faltar adjectivos para o jovem monegasco. Leclerc demorou um pouco a encontrar o ritmo certo, mas desde Baku que tem sido um dos destaques. Tem estado em grande forma (talvez o piloto em melhor forma) e tem confirmado tudo o que se esperava dele. Um talento fabuloso, que aos poucos vai pavimentando o seu caminho, rumo à Ferrari. Começa a mostrar capacidade para assumir o lugar na Scuderia, o que poderia levar à reforma de Raikkonen. Mais uma excelente exibição e mais pontos para a Sauber. Com isto, quem está naturalmente a ser eclipsado é Ericsson, que já mostrou por várias ocasiões que não é dos mais fortes. Longe do que Leclerc tem conseguido, o sueco vai confirmando o que se esperava no início da época.

 

Charles Leclerc – Nota 9

Marcus Ericsson – Nota 6

Sauber – Nota 7

 

Toro Rosso –  Gasly perto dos pontos e Honda com mais potência

Era um teste importante para a Honda. As melhorias introduzidas nesta ronda serviriam de aperitivo para o que pode ser o futuro com a Red Bull. A primeira amostra foi positiva e o motor pareceu ter dado um passo interessante. Resta saber se tem a fiabilidade necessária. Gasly voltou a fazer uma exibição positiva e ficou à porta dos pontos. O francês está com confiança e tem assumido a responsabilidade de levar a equipa para a frente, uma vez que Hartley continua em maré de azar. Um acidente aparatoso com Lance Stroll acabou prematuramente com o esforço do neozelandês que parecia bem encaminhado para um fim de semana de recuperação, tendo batido claramente o seu colega de equipa na qualificação. Foi uma pena não podermos ver o que Hartley poderia ter conseguido e o factor psicológico vai começar a pesar cada vez mais.

Pierre Gasly – Nota 7

Brendon Hartley – Nota 6

Toro Rosso – Nota 7

 

Haas – Terá o momento da equipa terminado?

Sabíamos que a Haas não deverá ter a mesma capacidade de desenvolvimento de outras equipas e teria de aproveitar o andamento que mostrou nas primeiras corridas para angariar pontos que seriam importantes nas contas finais. A equipa desperdiçou várias oportunidades e o momento da equipa parece ter-se esgotado. No Canadá não tiveram argumentos para mais e ficaram arredados dos pontos. Grosjean finalmente teve uma corrida sem problemas e onde até esteve bem, cumprindo o melhor que conseguiu as ordens da equipa. Magnussen andou pela pista mas não se deu por ele e deitou tudo a perder na primeira volta. A F1 não admite desperdícios e a Haas vai lamentar o início de época.

 

Romain Grosjean – Nota 6

Kevin Magnussen – Nota 5

Haas -Nota 5

 

McLaren –  Um pesadelo sem fim

Vão começar a “rolar mais cabeças”. Começa a ser cada vez mais insustentável esta situação e nos tempos de outro senhor, já teriam sido tomadas medidas mais drásticas. A McLaren, com um motor melhorado, ficou atrás dos Toro Rosso e deu uma pálida imagem de si. Mais uma falha na fiabilidade do carro provocou a desistência a Alonso, que festejou o 300º GP da pior forma possível. O espanhol não estava a ter uma prova brilhante, mas cumpria a sua parte quando um problema no escape acabou prematuramente com a sua corrida.  Vandoorne também não conseguiu contrariar o mau momento e acabou em 16º também prejudicado com um furo na primeira volta. Depois de um início prometedor a McLaren tem desiludido muito e já não tem desculpas.

Fernando Alonso – Nota 6

Stoffel Vandoorne – Nota 5

Mclaren  – Nota  3

 

Williams – Podemos passar para 2019?

Não há muito a dizer da Williams. Fora do ritmo, pouca competitividade sem capacidade para dar a volta ao momento horrível que a equipa atravessa. Stroll voltou a fazer uma boa largada mas o toque com Hartley estragou tudo.  Sirotkin apresentou um andamento até interessante com os pneus mais duros mas com os mais macios perdeu muito tempo. É tempo da equipa pensar seriamente no futuro a curto prazo.

Sergey Sirotkin – Nota 5

Lance Stroll – Nota 6

Williams – Nota 4

Fonte: Auto Sport.

No comments yet! You be the first to comment.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *