Red Bull Racing troca Renault por Honda já a partir de 2019

A Red Bull acaba de anunciar, oficialmente, o acordo com a Honda, para o fornecimento de motores à equipa suíça de Fórmula 1, já a partir de 2019

.

Hoje em dia desavindas, Red Bull Racing e Renault preparam-se assim para dar por terminada uma ligação de 12 anos. E que resultou, até ao momento, num total de 57 vitórias em Grandes Prémios de Fórmula 1 e quatro campeonatos de Pilotos e de Construtores, entre 2010 e 2013.

Segundo afirmou o principal responsável pela escuderia suíça, Christian Horner, em declarações publicadas no site Motorsport.com, a mudança agora anunciada e que fará com que a Red Bull Racing passe a correr, já a partir de 2019, com motores Honda, tem a ver com a vontade da equipa voltar a lutar, não apenas por vitórias em grandes prémios, mas por ceptros de campeã.

“Este acordo para vários anos com a Honda assinala o início de uma nova e excitante fase nos esforços da Aston Martin Red Bull Racing, de lutar, não apenas por vitórias em grandes prémios, mas por aquele que sempre foi o nosso verdadeiro objetivo: o título de campeão”, afirma o diretor-geral da Red Bull Racing.

Ainda de acordo com o mesmo responsável, a Red Bull Racing tem vindo a observar a evolução que a Honda tem vindo a fazer na F1, desde que substituiu, no início desta temporada, a McLaren, como fornecedora de motores da Toro Rosso, a segunda equipa da Red Bull no Campeonato do Mundo de Fórmula 1.

“Estamos impressionados com a forma comprometida como a Honda se tem envolvido na F1”, afirma Horner, garantindo estar “desejoso de começar a trabalhar” com o fabricante nipónico.

Fonterazao automovel

No comments yet! You be the first to comment.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *