PEUGEOT 508 FASTBACK: LEÃO DISTINTO E… RADICAL

A nova berlina da marca francesa tem chegada ao mercado português agendada para novembro

Pode um automóvel do segmento D (executivos) manter o estatuto distintivo e afirmar-se ao mesmo tempo como exemplo de abordagem radical no que ao design diz respeito? A Peugeot responde sim a esta questão com o lançamento do 508 Fastback, berlina que tem novembro como data de entrada em Portugal.

O novo 508 afirma-se como topo de gama da marca do leão e tem ao mesmo tempo a missão de mudar o código habitualmente aplicado às berlinas do segmento D. Para cumprir esta carta de intenções não houve hesitação da parte da Peugeot. Deixou de existir a lógica da silhueta clássica para nascer uma configuração coupé de 5 portas em estilo fastback, subsistindo naturalmente compromissos devidos a automóvel ‘premium’ que tem alvos definidos – as propostas germânicas como o Classe C ou o A4.

O resultado do exercício estético deixa pouca margem para dúvidas. O novo 508 impõe-se pelo traço dinâmico, pujante e ousado – principalmente nas linhas da secção traseira. O apelo deste leão que os responsáveis da marca não hesitam em chamar de ‘radical’ é completado depois pelo cuidado no tratamento do interior. Aqui em função dos materiais escolhidos, do desenho e das últimas inovações em termos de tecnologia.

A opção pelo volante de dimensões mais reduzidas (algo que é já uma imagem da Peugeot) acaba por sublinhar a mais recente versão do chamado ‘i-cockpit’. O painel de instrumentos digital e o ecrã tátil, este orgulhosamente enquadrado pelos comandos em estilo teclas – variante da solução estreada no ‘crossover’ 3008. O ambiente, que varia em função dos níveis de equipamento escolhidos, afirma a condição de automóvel do segmento D e tem o trunfo de conseguir um compromisso interessante no espaço em altura dos lugares traseiros – atendendo às linhas descendentes da carroçaria.

E ao volante do novo 508 facilmente percebemos o trabalho da Peugeot nas questões da dinâmica, performance e conforto. É um executivo cheio de personalidade e com ambições claras: ser o melhor dos generalistas no segmento D.
Peugeot escolheu o Salão de Paris para a apresentação mundial da versão carrinha do 508. O lançamento no mercado desta configuração, desenhada sob inspiração das ‘shooting brake’, está apenas prevista para janeiro de 2019. Sem surpresa, a escolha de motorizações estará alinhada com as propostas avançadas no caso da berlina. Neste particular, a marca francesa preparou uma lista abrangente e que inclui motores gasolina e diesel – mais tarde está prevista a chegada de versão híbrida. A entrada de gama do 508 Fastback é assegurada pelo bloco a gasóleo 1.5 BlueHDi com 130cv. Este é o único que apenas está disponível com caixa manual de 6 velocidades. As outras opções diesel (2.0 BlueHDi de 160 e 180 cv) podem ter caixa automática EAT de 8 velocidades. Quanto às escolhas a gasolina, ficam por conta do bloco 1.6 PureTech, com 160 cv. A Peugeot propõe também uma versão especial ‘Business Line’, opção claramente direcionada para as frotas das empresas. Já a vertente, digamos, mais musculada (508 GT) pode ter motor 1.6 PureTech de 225 cv ou motor diesel 2.0 de 180 cv.

Fonte: Record 

No comments yet! You be the first to comment.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *