Bicicleta sem corrente é o meio de transporte para o ciclista do futuro

As bicicletas não têm evoluído muito desde que foram inventadas, consistindo de duas rodas, um guiador, dois pedais e uma corrente para transformar a força da pedalada em movimento da roda traseira. Claro, foram feitas evoluções para conseguir mais conforto ou mais performance, mas o princípio básico tem sido sempre o mesmo… até agora, com a chegada da primeira bicicleta sem corrente.

Este slideshow necessita de JavaScript.

A bicicleta sem corrente é uma proposta da CeramicSpeed, uma firma dinamarquesa, especializada em rolamentos feitos em cerâmica, de modo a tornar processos mecânicos mais eficientes. A proposta para o mundo das bicicletas é o DrivEn, um novo conceito de transmissão para bicicletas. Para a CeramicSpeed, a correia é um modo ineficiente de transferir força para a roda, enquanto o DrivEn utiliza um semi-eixo com rolamentos que transmitem força para uma engrenagem montada na roda.

O DrivEn em si é composto por um semi-eixo que conecta os pedais à roda traseira. Depois, 21 rolamentos de baixa fricção e alta resistência fazem a conexão à engrenagem na roda, que funciona como uma transmissão de 13 velocidades de uma bicicleta normal. Este sistema foi apresentado num protótipo, que esteve em exibição no salão Eurobike, que atribuiu à CeramicSpeed o prémio de inovação do ano. O sistema faz menos de 49 por cento de fricção que uma corrente de bicicleta desportiva, eliminando também uma causa de resistência aerodinâmica.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

Fonte: Motor 24

No comments yet! You be the first to comment.