Porsche enganou as autoridades no Reino Unido?

Surgiu agora uma acusação indicando que a marca terá inscrito valores de emissões errados para um dos seus modelos. O potente Cayman R da anterior geração está no centro desta polémica para saber se a Porsche enganou as autoridades no Reino Unido…

A Porsche está a ser acusada de uma prática fraudulenta em que terá lesado as autoridades britânicas por indicar valores de emissões erradas num dos seus modelos. O caso envolve o Cayman R, a poderosa versão extrema do modelo germânico na anterior geração, que no Reino Unido anunciava emissões de 221g/km de CO2, o que está 7g abaixo das 228g/km indicadas para o restante território europeu. Esta situação permitiria uma redução de imposto próxima dos 40%, pois permitiu ao desportivo pagar 315£ enquanto os modelos situados num patamar entre 226 e 255g/km de CO2 tinham uma taxa fiscal de 540£.

Apesar deste ser um momento negativo para a história do Cayman R, especialmente caso se confirme que a Porsche enganou as autoridades no Reino Unido, não deixa de ser um bom momento para recordar este desportivo. Ele foi lançado em 2011 como a variante mais desportiva do roadster, extraindo 330cv de um motor de seis cilindros boxer com 3,4L. Quando equipado com caixa manual de seis relações alcançava os 290km/h, e apenas 280km/h com a automática PDK. A redução de peso em 55kg foi outro foco, onde se destaca a utilização das jantes de 19’’ mais leves que a marca tinha, capot e portas de alumínio, bancos mais leves e com fibra de carbono e a ausência de rádio e puxadores de portas.

Voltando ao caso, relativamente à suspeita de que a Porsche enganou as autoridades no Reino Unido a marca optou por não comentar o caso. Numa declaração à imprensa a equipa de comunicação da marca neste país referiu que não comenta o caso pois decorre de momento uma investigação judicial.

 

Fonte: Turbo

No comments yet! You be the first to comment.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *